Fenavist discute pandemia do coronavírus com a Senasp

Semeesp distribui kits para assepsia das equipes de escolta armada
2 de abril de 2020
Coronavírus: MP 936 permite suspensão de contratos, redução da jornada de trabalho e do salário
7 de abril de 2020

A Federação Nacional das Empresas de Segurança e Transporte de Valores (Fenavist) participou, no dia 31 de março, de uma reunião com o Secretário Nacional de Segurança Pública, General Guilherme Cals Theophilo. O encontro serviu para discutir as necessidades e dificuldades que cada área da Segurança Pública enfrenta diante da pandemia do novo coronavírus.

Durante a conversa, a principal conclusão foi a de que as forças de segurança precisam se equipar melhor com EPI’s adequados, sendo solicitado que os testes rápidos e a vacinação sejam prioridade, uma vez que o setor está na linha de frente da pandemia juntamente com as equipes de saúde.

A Senasp informou que está em contato com o Ministério da Saúde. A secretaria estima que, no momento, exista uma crise no sistema de saúde. Depois, será a vez do colapso na economia. A terceira área que deve ser afetada com impacto é a segurança.

 

Por sua vez, a Fenavist informou que houve a redução dos efetivos e postos de trabalhos em comércios, shoppings e outros espaços. No entanto, foi registrado um pequeno aumento, ainda não significativo, de contratação em hospitais e supermercados. 

 

Também foi colocado que a segurança privada atua com um efetivo de 500 mil homens e que pode e quer trabalhar, de forma complementar à segurança pública, tendo como efetivo disponível para atuar, neste momento, cerca de um milhão de vigilantes. 

 

A Fenavist ainda sugeriu que os presídios possam se organizar para a confecção de alguns EPI’s, como as máscaras. A experiência tem alcançado bons resultados no presídio de Tocantins.

 

O Secretário Nacional de Segurança agradeceu a indicação do Presidente da Fenavist, Jeferson Nazário, e informou que teve ciência do ofício da Federação enviado ao Ministério da Justiça com diversas sugestões. O general Theophilo afirmou que entende ser necessária essa parceria público-privada. 

 

Também participaram do encontro o Presidente do Conselho Nacional de Secretários Estaduais de Segurança Pública (CONSESP), do Presidente do Conselho Nacional de Chefes de Polícia Civil (CONCPC), do Presidente do Conselho Nacional de Polícia Cientifica (CONDPC), do Presidente do Conselho Nacional das Guardas Municipais (CNGM), do  Presidente do Conselho Nacional de Comandantes-Gerais das Polícias Militares e Corpos de Bombeiros Militares (CNCG), além da diretoria do SENASP.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

X