V ESSEG é lançado em Manaus

24 de Junho de 2017 às 17:03
O Presidente da Fenavist conversa com a imprensa após o lançamento do V ESSEG

O segmento de segurança privada ganhou mais um forte aliado nesta quinta-feira (22). O V Estudo do Setor de Segurança Privada (ESSEG) foi lançado durante a abertura do Encontro das Empresas do Setor (Enesp), em Manaus-AM, no dia 22 de junho. O V ESSEG foi desenvolvido pelo Departamento de Estatística da Federação Nacional das Empresas de Segurança e Transporte de Valores (Fenavist) com base em dados do IBGE, Ministério do Trabalho, Polícia Federal e outros. Principal fonte de informações da atividade, assim como nas edições anteriores, o levantamento apresenta um Raio-X completo do segmento.

Ao anunciar o estudo, o presidente da Fenavist, Jeferson Nazário, destacou a importância das informações contidas no V ESSEG. “ O ESSEG mostra a força da nossa atividade para a economia. Com faturamento estimado pela nossa consultoria econômica em cerca de R$ 36 bilhões de reais em 2016, o setor representa cerca de 0,6% do PIB. Temos ainda 600 mil trabalhadores e cerca de 2.600 empresas”, explicou Nazário.

O presidente da Fenavist também ressaltou que o V ESSEG desmistifica mitos. O primeiro, que os profissionais que atuam no segmento são pouco qualificados. Dados do estudo mostram que cerca de 70% dos trabalhadores têm o ensino médio completo. Outra tese equivocada derrubada pelo ESSEG é a de que a segurança privada cresce com a violência.

“É notório que os índices de criminalidade têm aumentado em todo País. Mas, para a infelicidade dos criadores de mito, o mesmo não acontece com o nosso segmento. Somados os PIB´s de 2015 e 2016, a economia brasileira teve uma queda de mais de 7%. No mesmo período, vejam só, a segurança privada perdeu cerca de 60 mil trabalhadores.  Dado que atesta que, assim como nas outras atividades econômicas, a segurança privada cresce em meio a uma economia forte e não devido a uma das grandes mazelas do País”, afirmou Jeferson Nazário.

Ainda segundo ele, o estudo tem outra função importantíssima. “Os dados do ESSEG também embasam argumentos sólidos nas discussões junto aos três poderes. Bem como permitem ao próprio governo, contratantes e sociedade, compreenderem de forma ampla a nossa atividade. Além disso, com as informações precisas, evitaremos a disseminação de dados equivocados”, concluiu o presidente da Fenavist.

Jeferson Nazário parabenizou o trabalho feiro pelo Departamento de Estatística da Federação e lembrou do apoio que o ESSEG recebeu de empresas e entidades do segmento. “Queria aproveitar a oportunidade para agradecer a ABCFAV, Abrevis, ABSEG, ABTV, FENAVAL, Febrac, Macor, SESVESP, Sindesp-GO, Sindesp-PR, Sindesp-MG e Sindesp-PE. Parceiros que acreditaram no projeto e patrocinaram o V ESSEG. Ajuda que nos é fundamental”, agradeceu Nazário.

Repercussão na Imprensa

Após o lançamento, o presidente da Fenavist atendeu a imprensa. Os números apresentados geraram inúmeras matérias, como a reportagem de meia página publicada pelo jornal Valor Econômico na última quinta-feira, dia 22.  Com título “Recessão desfaz mito de que setor de segurança cresce com violência”, a matéria apontou os principais dados do setor e mostrou que a crise econômica tem prejudicado a atividade.

Outros veículos como o Jornal A Crítica, CBN Amazonas, G1 Amazonas, além de emissoras de TV e diversos outros portais também repercutiram os dados do V ESSEG.

Objetivo da Pesquisa

O objetivo do V ESSEG é fornecer às Instituições e representantes (órgãos reguladores, órgãos de fiscalização, sindicatos, diretores e associados), entidades (de classe e sociedade), empresários e ao público em geral informações, sobre o setor de segurança privada do País, que sejam de relevância e que sirvam de referência no debate e entendimento da segurança privada.

A segurança privada abrange as atividades de vigilância patrimonial, transporte de valores, escolta armada, segurança pessoal e cursos de formação de vigilantes.

Os dados do V ESSEG foram extraídos de fontes como o Ministério do Trabalho, Polícia Federal e IBGE.

Apoio

A produção do V Estudo do Setor da Segurança Privada, principal fonte de informação do segmento, teve o apoio da ABCFAV, Abrevis, ABSEG, ABTV, FENAVAL, Febrac, Macor, SESVESP, Sindesp-GO, Sindesp-PR, Sindesp-MG e Sindesp-PE.

Com 3 mil exemplares, o estudo será enviado às empresas, contratantes, representantes dos três poderes, Polícia Federal, contratantes e imprensa. Em breve, o V ESSEG também será disponibilizado, gratuitamente, no site da Fenavist (www.fenavist.org.br).

Ascom/Fenavist