Seguranças particulares de agências bancárias devem passar por cursos

Vigilantes de transporte de valores encerram greve que durou oito dias
22 de abril de 2016
PF proíbe empresa de segurança de atuar em Cruzeiro do Sul
25 de abril de 2016

Os profissionais de seguranças privada que atuam em agências bancárias deverão passar por um curso de extensão diferenciado. A iniciativa foi encaminhada para análise da Polícia Federal após reunião da Federação Nacional das Empresas de Segurança Privada e Transporte de Valores – FENAVIST – em Vitória, no Espiríto Santo.

Segundo Edmilson Pereira de Assis, Vice-presidente da entidade, a medida altera a lei 7.107 que rege a segurança privada no país. " O nível de estresse e a possibilidade de enfrentamento de ações criminosas, como assaltos, explosões e arrombamentos, são bem diferentes do que é vivenciado por vigilantes de que trabalham numa portaria de uma indústria ou de uma instituição qualquer. Portanto, a reciclagem dos profissionais de segurança de agências bancárias tem que ser diferenciada", explica.

A grade curricular dos cursos de extensão para seguranças bancários prevê não só a ampliação do treinamento e quantidade de tiros, como também treinamento sobre explosivos, uma vez que uma explosão de caixas de auto-atendimento é uma das modalidades de roubo mais praticadas atualmente.

Os cursos de extensão serão ministrados em escolas especializadas e credenciadas junto a Polícia Federal e deverão ser custeados pelo empregador.

Fonte: Portal Tribuna do Norte

Link de aceso: http://tribunadonorte.com.br/noticia/segurana-as-particulares-de-aga-ncias-banca-rias-devem-passar-por-curso/344322

Redação FENAVIST
Flávia Di Ferdinando
Lorena Braga

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

X