Segurança privada Brasileira participa de Assembleias Internacionais em Montevideo

COMUNICADO – RECESSO FINAL DE ANO
21 de dezembro de 2018
Fenavist inicia comemorações de 30 anos de existência
9 de janeiro de 2019

O presidente da Associação Brasileira das Empresas de Segurança e Vigilância (Abrevis) e vice-presidente Nacional da Federação Nacional das Empresas de Segurança e Transporte de Valores (Fenavist), José Jacobson Neto, representou o Brasil junto às câmaras internacionais que, excepcionalmente, se reuniram de forma conjunta na cidade de Montevideo, capital do Uruguai. A convocação partiu da Federação Pan-americana de Segurança Privada (Fepasep) e da Federação de Câmara de Segurança do Mercosul (Fesesur). O evento ocorreu no dia 15 de dezembro e contou com a presença de representantes de países da América do Sul e da América Central.

As reuniões prestaram homenagens póstumas ao empresário argentino Aquiles Gorini, que presidiu ambas as federações. As entidades lavraram ata especial do evento, que levou o nome do empresário. O evento será registrado como CONGRESO CONJUNTO DE SEGURIDAD PRIVADA DON AQUILES GORINI – Fepasep e Fesesur.

Após as formalidades da homenagem, ocorreram simultaneamente as assembleias convocadas nas quais foram discutidas as iniciativas que cada câmara adotou para impulsionar o fortalecimento do segmento. Os participantes expuseram dados sobre as medidas que cada país tem trabalhado na prevenção do crime e na colaboração que a segurança privada vem prestando às autoridades.

Indicado pelo presidente da Fenavist para representar a Federação, José Jacobson Neto, expôs claramente a situação do segmento da segurança privada brasileira, cuja ação se intensificou com a prestação de serviços em vários setores produtivos.

No pronunciamento, ele ressaltou que, embora o país já disponha de uma lei específica que disciplina, orienta e fiscaliza a segurança privada, o setor luta para a aprovação de um novo Estatuto. E que a legislação, que tramita no Congresso Nacional, é reconhecida pelas autoridades com um marco importante para consolidação dos serviços especializados.

Após as manifestações, ocorreram as eleições para troca do corpo diretivo das entidades.

As reuniões e assembleias conjuntas foram uma inovação na rotina das duas entidades e mostraram-se muito produtivas. Assuntos diversos puderam ser tratados de forma mais ampla.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

X